Francisco Ucha

Jornalista | Desenhista | Designer Gráfico | Publicitário

Um resumo


uch28bFrancisco Ucha
é jornalista, desenhista, designer gráfico, especialista em internet e publicitário.

Nasceu no Rio de Janeiro, participou do movimento de quadrinhos e super-8 em Pernambuco e estagiou no extinto Diário da Noite do Recife. Começou profissionalmente no Jornal do Commercio do Rio de Janeiro em 1977 e trabalhou como ilustrador durante 15 anos no jornal O Globo. Foi Diretor de Arte do Jornal dos Sports em 1982 e Editor de Arte da revista Soluções, da Unisys do Brasil. Recebeu o Top3 de Marketing do Prêmio IBest em 1999.

Trabalhou por mais de 20 anos na área de vídeo e cinema. Na Globo Vídeo foi o responsável pela criação e produção das capas de vídeo da empresa e também criou o Jornal da Globo Vídeo, publicação que alcançou a tiragem de 200 mil exemplares mensais. Foi Gerente de Comunicação e Marketing da Herbert Richers Home Video, responsável pelo desenvolvimento de todas as peças de publicidade e marketing da empresa, incluindo anúncios, posteres, material de ponto de venda, capas de vídeo, e da elogiada assessoria de imprensa, que tinha como ferramenta principal o jornal Aperte o Play, distribuído para jornalistas e lojistas do mercado. Foi Gerente de Marketing da Look Filmes, quando desenvolveu estratégias de lançamento de produtos, criou e produziu as peças de marketing para cinema e vídeo da empresa, e da Sato Company, quando lançou em vídeo, com enorme sucesso, a cultuada série clássica de tv, National Kid.

Em 2006 fez a reforma gráfica do jornal Folha Dirigida, do Rio de Janeiro, e em 2007 formatou todas as publicações de turismo do Grupo Folha Dirigida.

Prestou assessoria de comunicação ao Colégio Friburgo, de São Paulo, onde montou o Departamento de Comunicação, desenvolveu o site da escola e criou diversos blogs como ferramenta de educação para as principais áreas de ensino, além de realizar uma série de ações na internet que fez com que o Colégio aumentasse sua presença na rede mundial de computadores e, consequentemente, aumentasse o número de matrículas. Criou também o Jornal do Friburgo, além de implantar um projeto educacional ligado a jornalismo para o Ensino Médio.

Em 2008, participou da exposição e do livro Traços Impertinentes, uma homenagem de desenhistas e cartunistas ao Centenário da ABI. Foi curador da Exposição Quadrinhos’51, que aconteceu no Museu da Escola de Belas Artes de São Paulo de 22 de março a 26 de maio de 2012. A mostra homenageou Álvaro de Moya e alguns dos mais importantes desenhistas de quadrinhos do Brasil, que produziram verdadeiras obras-primas entre as décadas de 50 e 70.

A partir de 2005, foi Co-Editor de Redação e Editor de Arte do Jornal da ABI durante quase dez anos. Colaborador da Revista da Cultura. Participa da implantação do projeto Logga, de educação à distância (EAD) para concursos públicos, que está sendo implantado pelo Grupo A.

Written by Francisco Ucha

27 | junho | 2006 às 9:27 pm